Rua Eng. João Luderitz, 475 | Bairro Sarandi - Porto Alegre/RS
+55 (51) 3013-0333 | +55 (51) 999.560.177

A diferença entre o medidor de umidade resistivo e reativo

A diferença entre o medidor de umidade resistivo e reativo

Entender como utilizar “medidor prego” e “medidor de contato” garante uma melhor eficácia na aplicação da medição. 

Prego ou contato? Eis a questão! Se Hamlet fosse madeireiro, teria essa dúvida quando precisasse comprar um aparelho portátil de medição de umidade da madeira.

Brincadeiras à parte, a gíria do setor marcou as duas espécies de medidores com esses apelidos: “medidor de prego” é o medidor resistivo, isto é, aquele que mede a resistência entre dois pontos e transforma esta medida em um valor de umidade relativa da madeira; o outro é o “medidor de contato” que emite um campo eletromagnético sobre a madeira e mede a variação dielétrica da peça, traduzindo esta variação na mesma umidade relativa da madeira, ou seja, um medidor reativo. Alguém poderia argumentar que, se a peça de madeira é a mesma, ambos deveriam medir igual. Mas há controvérsias!

Medidor de umidade resistivo e reativo.

O Medidor Resistivo

Este possui normalmente dois sensores pontiagudos, daí o “prego”, que são cravados na madeira. A resistência elétrica é medida colocando uma diferença de potencial entre eles e medindo a corrente resultante. Como a água é condutora, quanto mais água, menos resistência e maior o valor da umidade relativa. Porém, a madeira concentra seus fluidos de forma variável do meio para a superfície. A tendência é de que o centro da peça seja mais úmido. Então a medida obtida vai variar dependendo se o cravo é apenas encostado ou é enfiado até o meio da madeira.

Medidor Reativo

Já o medidor reativo tem dois ou três sensores metálicos que são encostados na peça de madeira, por isso é chamado de “medidor de contato”. Esses sensores servem como polos de um capacitor, enquanto a madeira é o dielétrico. A água presente na madeira faz com que este dielétrico varie e esta variação é medida e traduzida em umidade relativa. Para obter este efeito, é emitido um campo elétrico com uma certa profundidade, tipicamente 50mm. Desta forma, o resultado é uma espécie de média da umidade da peça. Neste caso não precisamos nos preocupar se estamos verificando o máximo ou o mínimo da umidade. Sabemos que temos uma visão média.

Na prática, essas características indicam pontos a considerar. Se o usuário está medindo um móvel pronto, uma tábua beneficiada ou uma peça pintada ou com acabamento laminado, obviamente não pode furar o produto. Logo, o medidor reativo é mais adequado porque basta encostar na peça para fazer a medição. É não invasivo.

Se a medida deve ser feita em uma superfície comprida também o medidor capacitivo é melhor porque permite escorregar ao longo da peça medindo continuamente.

Agora imagine medir tábuas de angelim pedra ou ipê que ainda estão no caminhão. Já pensou ter que cravar os pinos do medidor resistivo e depois arrancar? Difícil, não é? Então novamente o “medidor de contato” é o preferido. Suba na pilha, encoste o medidor e faça a leitura em poucos minutos.

Mas então o “medidor de prego” não serve para nada?

Claro que serve. Quando temos área de medição muito pequena como em cavacos ou sarrafos estreitos, o medidor reativo não consegue medir porque precisa de uma área mínima de contato. O mesmo acontece em lâminas muito finas onde o campo de medidor capacitivo não “enxerga” a lâmina. Neste caso, o resistivo será encostado na lâmina e medirá corretamente porque não há profundidade.

A Norma dos Medidores

Para finalizar, é interessante saber que existe uma norma para os medidores. É a ASTM_D4444. Isso nos dá segurança para verificar quem segue essa norma. Ela se divide em dois capítulos:
A-  para medidores resistivos e B – para reativos.

Ambos são reconhecidos como métodos eficientes para medir umidade relativa da madeira, que nada mais é do que o peso de água em relação ao peso total da peça.

A Sultech está no mercado de medidores de umidade desde 1993 e conhece muito bem os problemas dos clientes e como solucioná-los. Entre em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Fale com nossos Vendedores.
WhatsApp Suporte ao cliente
%d blogueiros gostam disto: